Notícias

Etanol: preços podem subir em paridade com a gasolina

Os preços do etanol poderão subir nas próximas semana frente a paridade com a gasolina A no mercado interno com o mercado internacional, que segundo dados da ABICOM (Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis) está em defasagem de R$0,19/l.

Em Paulínia, o etanol hidratado segundo o indicador CEPEA fechou na última semana em R$ 2,98/l sem impostos, registrando alta de 12,6% comparado com a primeira semana de outubro. O movimento de alta, segundo analistas do Itaú BBA, se deve as boas chuvas (normais para o período) nas regiões canavieiras que dificultam a colheita, reduzindo a oferta do biocombustível.

Segundo o relatório da Unica (União da Indústria da Cana-de-açúcar e Bioenergia), na primeira metade de outubro foram produzidos 1,38 bilhão de litros de etanol (+10,7%), sendo 664 milhões de litros de hidratado e 711 milhões de litros (+1,6%) de anidro (+20,8%).

A elevação das cotações do hidratado nas usinas já começaram a chegar nas bombas. No Estado de São Paulo, principal polo consumidor de biocombustível, a paridade com a gasolina está em 71% segundo os últimos dados da ANP (Agencia Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) da semana do dia 9/10 a 15/10.

“Para o próximo mês também será importante atenção relacionada a volta da CIDE e do PIS/COFINS nos combustíveis, que está previsto para jan/22”, disseram os analistas.

FONTE: NOVACANA