Notícias

Milho será responsável por 15% do etanol do Brasil

O etanol produzido a partir do milho continua sua rápida expansão no Brasil. Atualmente, existem 18 instalações no Brasil que utilizam milho para produzir etanol e estão divididas entre instalações apenas de milho e instalações flexíveis que utilizam tanto cana-de-açúcar quanto milho para produzir etanol. 

As instalações flex foram adaptadas para utilizar milho entre as safras de cana-de-açúcar. A cana-de-açúcar não é colhida no Brasil durante a estação chuvosa de verão, entre dezembro e março. Além de mais milho ser usado para produzir etanol, o Brasil pode agora começar a exportar milho para a China e a União Europeia, mas o presidente da União Nacional de Etanol de Milho (Unem) está confiante de que haverá milho suficiente para continuar expandindo a produção de etanol de milho. Mato Grosso é o maior estado produtor de milho do Brasil e também é o lar da maioria das instalações de etanol de milho do Brasil. 

Nos últimos cinco anos, a área plantada de milho safrinha no Mato Grosso aumentou 50% devido, em parte, ao aumento da demanda dos produtores de etanol. O milho utilizado para a produção de etanol no Brasil passou de 7,98 milhões de toneladas no ano passado para 10,38 milhões de toneladas neste ano. 

A produção de etanol de milho na safra 2022/23, iniciada em 1º de abril, está estimada em 4,5 bilhões de litros, 31% superior à safra anterior. O etanol de milho representará 15% da produção de etanol do Brasil este ano em comparação com 12,5% no ano passado. Na safra 2030/31 (a partir de 8 safras), a produção de etanol de milho deverá atingir 9,6 bilhões de litros ou 22 a 23% da produção total de etanol do Brasil. A safra da cana-de-açúcar é considerada de 1º de abril a 31 de março, pois a colheita da cana-de-açúcar começa no final de março ou início de abril. 

FONTE: AGROLINK